"Adoro música. Me sinto feliz ouvindo boas canções. Se estou na merda, ponho Tom Waits, Bob Marley ou alguma coisa assim, e funciona como mágica. Nada se compara com o que você sente quando ouve música que te agrada. É um fenômeno único."
(Jason Newsted)

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Dyers Eve


Dyers Eve

Dear Mother
Dear Father
What Is This Hell You Have Put Me Through
Believer
Deceiver
Day In Day Out Live My Life Through You
Pushed Onto Me What's Wrong Or Right
Hidden From This Thing That They Call Life

Dear Mother
Dear Father
Every Thought I'd Think You'd Disapprove
Curator
Dictator
Always Cencoring My Every Move
Children Are Seen Bur Are Not Heard
Tear Out Everything Inspired

Innocence
Torn From Me Without Your Shelter
Barred Reality
I'm Living Blindly

Dear Mother
Dear Father
Time Has Frozen Still What's Left To Be
Hear Nothing
Say Nothing
Cannot Face The Fact I Think For Me
No Guarantee,It's Life As Is
But Damn You For Not Giving Me My Chance

Dear Mother
Dear Father
You've Clipped My Wings Before I Learned To Fly
Unspoiled
Unspoken
I've Outgrown That Fucking Lullaby
Same Thing I've Always Heard From You
Do As I Say Not As I Do

Innocence
Torn From Me Without Your Shelter
Barred Reality
I'm Living Blindly

I'm In Hell Without You
Cannot Cope Without You Two
Shocked At The World That I See
Innocent Victim Please Rescue Me

Dear Mother
Dear Father
Hidden In Your World You've Made For Me
I'm Seething
I'm Bleeding
Ripping Wounds In Me That Never Heal
Undying Spite I Feel For You
Living Out This Hell You Always Knew


Noite Dos Que Morrem

Querida mãe
Querido pai
Que inferno é esse em que vocês me puseram
Crentes
Impostores
Dia a dia vivo minha vida por vocês
Empurrado em mim o que é certo ou errado
Escondido desta coisa que eles chamam vida

Querida mãe
Querido pai
Cada pensamento meu vocês desaprovam
Curador
Ditador
Sempre censurando cada movimento meu
Crianças são vistas mas não são ouvidas
Tudo que é inspirado cortado

Inocência
Tirada de mim sem a sua proteção
Realidade estéril
Tenho vivido cegamente

Querida mãe
Querido pai
O tempo parou e resta o que devia ser
Não ouvir nada
Não dizer nada
Não pode encarar o fato de que eu penso por mim
Sem garantia, é a vida como ela é
Mas amaldiçôo vocês por não me dar minha chance

Querida mãe
Querido pai
Vocês podaram minhas asas antes de eu aprender a voar
Desanimado
Sem voz
Eu superei aquela canção infantil
As mesmas coisas que tenho sempre ouvido de vocês
Faça como eu digo, não como faço

Inocência
Tirada de mim sem a sua proteção
Realidade estéril
Tenho vivido cegamente

Estou no inferno sem vocês
Não consigo lutar sem vocês dois
Chocado com o mundo que vejo
Vítima inocente, por favor me salvem

Querida mãe
Querido pai
Escondido no mundo que vocês criaram para mim
Estou delirando
Estou sangrando
Rasgando feridas em mim que nunca saram
Ressentimento sem fim que sinto por vocês
Vivendo fora deste inferno que vocês sempre souberam


Nenhum comentário:

Postar um comentário